Dropshipping

O que é dropshipping nacional?

O conceito de dropshipping refere-se a uma modalidade do comércio eletrônico na qual o lojista não mantem o estoque  dos produtos que comercializa, fazendo com que ele atue como um intermediário nas vendas.

O modelo funciona assim: em vez de comprar os produtos e mantê-los em estoque próprio, enviando conforme os clientes compram, no dropshipping, o lojista solicita junto ao fornecedor o produto, depois que o consumidor já fechou a compra, e a mercadoria é enviada diretamente do parceiro para o cliente.

Com isso, o e-commerce faz a venda, mas não precisa administrar as etapas de separação, embalagem, despacho e acompanhamento do pedido, facilitando a gestão logística do negócio, que se torna mais simples.

Essa estratégia, no entanto, não é indicada para todos os tipos de negócio. Por exemplo, se você já possui uma loja de grande porte e consolidada, não compensa adotar essa solução. No entanto, para pequenos lojistas que ainda estão conquistando o mercado , a facilidade de gerenciar um e-commerce no modelo dropshipping faz com que a alternativa seja vantajosa.

Assim, essa modalidade de negócio apresenta algumas vantagens e desvantagens que devem ser consideradas, avaliando o momento da loja. Destacamos as principais a seguir.

Quais são as vantagens e as desvantagens dessa solução?

Antes de optar por um ou outro modelo de negócio, é importante que o lojista considere todos os aspectos da alternativa, garantindo uma escolha mais acertada e lucrativa. Com o objetivo de informar as principais questões relacionadas ao dropshipping nacional, destacamos, a seguir, alguns dos prós e contras da solução.

Benefícios do dropshipping

A principal vantagem dessa modalidade é que você pode dar início a uma loja sem precisar investir um grande capital em estoque. Muitas vezes, a inviabilidade de ter um negócio próprio se dá devido aos recursos exigidos para iniciar a loja. Com o dropshipping, no entanto, não há essa demanda, permitindo que você possa começar a loja com menor capital.

Outra questão refere-se aos cuidados logísticos. É comum que pequenos lojistas tenham que encaminhar as mercadorias via Correios, o que resulta em um frete alto, atrasos e insatisfação da experiência de compra para o cliente. Entretanto, empresas especializadas em dropshipping contam com transportadoras, o que melhora a etapa de despacho e entrega do produto.

Com essa modalidade, o lojista também consegue reduzir os custos operacionais do negócio, conseguindo manter a loja mesmo com um capital de giro menor. Com a economia gerada, é possível investir em marketing e estratégias de vendas para aumentar o faturamento, visando expandir e estruturar melhor a loja virtual no futuro.

Por fim, mais uma vantagem dessa opção é reduzir os riscos para o lojista. Quando lida diretamente com um estoque, há sempre o perigo de ter mercadorias paradas e, no fim, o negócio levar um prejuízo significativo. No entanto, ao não ter que comprar antecipadamente os produtos, esses problemas são consideravelmente menores.

Desvantagens do dropshipping

Apesar das facilidades e das economias proporcionadas pela solução, o lojista também deve considerar aspectos negativos da prática. Um dos mais preocupantes é a menor margem de lucro, principalmente em nichos nos quais há uma maior competitividade. Portanto, avalie se o segmento viabiliza esse tipo de modelo e a precificação do produtos .

Deve-se avaliar ainda a indisponibilidade de estoque, que pode acarretar problemas sérios para o e-commerce. O cliente pode comprar um produto por um valor e você não conseguir encontrar a mercadoria com os fornecedores de costume ou, até mesmo, um item sair completamente do mercado e você ficar incapaz de atender às demandas dos compradores.

Por fim, como desvantagem da solução está a complexidade do transporte. Caso o lojista trabalhe com muitos fornecedores, pode ocorrer de um consumidor comprar mercadorias de vários deles, ocasionando um aumento dos custo e transporte e das entregas separadas. Nesse caso, é preciso ter cuidado em como essa informação será passada ao cliente, evitando que ele ache que está sendo enganado pela loja.

Avaliando as vantagens e desvantagens da solução, cada lojista pode determinar se ela atende mais ou menos às necessidades atuais do negócio. Como afirmamos, essa alternativa costuma ser mais benéfica para pequenos empreendedores que ainda não possuem uma loja consolidada e têm pouco capital de giro para investir.